Associado Abcon Sindcon tem 10% de desconto nos cursos da Uniabes

Postado em 26/out/2017

UNIABES iniciará em 6 de novembro novas turmas dos cursos EAD “Regulação dos Serviços de Saneamento” e “Tratamento de Esgotos Domésticos”. Sobre os cursos: Regulação dos Serviços de Saneamento – Teoria e Prática Oferece ao aluno um conhecimento completo da regulação dos serviços de saneamento básico no Brasil, com cinco módulos que abordarão os seguintes temas: Conceitos Básicos de Regulação O setor de Saneamento no Brasil Conceitos de Regulação Aplicados ao Setor: Tarifas e o Equilíbrio Econômico-Financeiro Conceitos de Regulação Aplicados ao Setor: Estrutura Tarifária e Subsídios Conceitos de Regulação Aplicados ao Setor: Regulação Técnica, Comercial e Fiscalizações, Regulamento Geral dos Serviços e Escassez Hídrica. O curso é destinado a todos os profissionais que atuam direta ou indiretamente em saneamento básico ambiental e que pretendem ou necessitam conhecer o ambiente regulatório do Brasil nesse Setor. Tem coordenação do engenheiro...

Leia mais

Mais da metade da população mundial não tem acesso a saneamento básico, diz ONU

Postado em 22/set/2017

Cerca de 4,5 bilhões de pessoas no mundo – bem mais da metade da população global atual de 7,6 bilhões de habitantes – não têm acesso a saneamento básico seguro, segundo relatório recente divulgado pela Organização Mundial da Saúde (OMS) e pelo Fundo das Nações Unidas para a Infância (Unicef). Já a quantidade de moradores do planeta com algum saneamento básico é de 2,3 bilhões. A informação é da ONU News. O documento das Nações Unidas indica ainda que o número de pessoas sem acesso à água potável em casa é de 2,1 bilhões em todo o mundo. Esta é a primeira vez que a OMS e o Unicef fazem um levantamento global sobre água, saneamento básico e higiene. O diretor-geral da OMS, Tedros Ghebreyesus afirmou que água potável encanada, saneamento e higiene não deveriam ser privilégios apenas daqueles...

Leia mais

Plano de saneamento básico é realidade para apenas 30,4% das cidades brasileiras

Postado em 23/ago/2017

Apenas 30,4% das cidades brasileiras têm planos municipais de saneamento básico. É o que aponta um estudo do Instituto Trata Brasil divulgado nesta segunda-feira (21), feito com base em dados do governo federal. Segundo o levantamento da Secretaria Nacional de Saneamento Ambiental, ligada ao Ministério das Cidades, das 5.570 cidades brasileiras, apenas 1.692 (30,4%) declararam ter feito seus planos municipais. Outras 37,5% das cidades estão com os planos em andamento. Além disso, 2% das cidades apresentaram inconsistências nos dados, e não há informações sobre 29,9%. Os planos estão previstos na Lei 11.445 de 2007, conhecida como a Lei do Saneamento Básico. A legislação prevê a universalização dos serviços de abastecimento de água e de tratamento da rede de esgoto no país, sendo que um dos principais pilares é a elaboração de um plano municipal do setor para cada cidade....

Leia mais

Estudo demonstra ganhos econômicos da universalização do saneamento básico

Postado em 24/abr/2017

Acesso irrestrito a água e esgoto tratados traria ganhos de R$ 537 bilhões em 20 anos, com impactos na saúde da população, no meio ambiente e também na economia, diz Trata Brasil. São Paulo – Se o Brasil investir na universalização do saneamento básico e garantir acesso à água tratada, coleta e tratamento de esgoto para toda a população num prazo de até 20 anos, os ganhos econômicos seriam de até R$ 537 bilhões, com impactos na saúde da população, educação, produtividade, meio ambiente e até mesmo no valor dos imóveis. É o que conclui o estudo produzido pelo Instituto Trata Brasil intitulado divulgado na semana passada. Segundo Fernando Garcia, economista e pesquisador do Instituto, em entrevista à Rádio Brasil Atual nesta terça-feira (18), os dados do levantamento foram compilados a partir de estatísticas oficiais. ‘Hoje, temos, no Brasil, uma situação...

Leia mais

BNDES lança edital para contratar estudos técnicos em saneamento

Postado em 11/abr/2017

BRASIL – O Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) vai contratar estudos técnicos especializados na área de saneamento básico. A instituição publicou, nesta sexta-feira (7), cinco editais de licitação para a estruturação de projetos de participação privada na área de saneamento básico. A implementação dos projetos está prevista para os estados do Acre, Ceará, Paraíba, Rio Grande do Norte e Santa Catarina. Em fevereiro, o BNDES publicou editais para Pernambuco, Alagoas, Amapá, Maranhão, Pará e Sergipe, que já tiveram estudos licitados. As propostas vencedoras aguardam homologação. As licitações publicadas agora serão efetuadas pelo sistema de pregão eletrônico pelo menor preço, no portal de Compras Governamentais do governo federal. As propostas serão abertas em 24 de abril (pregões do Acre e do Ceará), 25 de abril (Rio Grande do Norte e Paraíba) e 26 de abril (Santa Catarina)....

Leia mais

Aos 10 anos da Lei do Saneamento Básico, Brasil ainda apresenta condições lamentáveis, mostra estudo da ABES

Postado em 23/jan/2017

No aniversário da Lei 11.445, estudo realizado pela ABES sobre situação do saneamento no país, com base na PNAD 2015, mostra avanços tímidos.  “O Brasil precisa urgentemente colocar o saneamento como prioridade. Saneamento deve ser prioridade de Estado e não de governo”, afirma o presidente da ABES, Roberval Tavares de Souza. A Lei 11.445, conhecida como a Lei do Saneamento Básico, completa 10 anos este mês com pouco a comemorar: estudo realizado pela Associação Brasileira de Engenharia Sanitária e Ambiental – ABES demonstra que houve melhora na situação do saneamento no país, porém, movida por avanços tímidos em algumas regiões. O instrumento estabelece as diretrizes nacionais e a política federal para o setor. Seu advento gerou grandes expectativas quanto à melhoria da prestação e gestão desses serviços e a tão desejada universalização. Dez anos depois, os indicadores monitorados anualmente...

Leia mais