Estudo demonstra ganhos econômicos da universalização do saneamento básico

Postado em 24/abr/2017

Acesso irrestrito a água e esgoto tratados traria ganhos de R$ 537 bilhões em 20 anos, com impactos na saúde da população, no meio ambiente e também na economia, diz Trata Brasil. São Paulo – Se o Brasil investir na universalização do saneamento básico e garantir acesso à água tratada, coleta e tratamento de esgoto para toda a população num prazo de até 20 anos, os ganhos econômicos seriam de até R$ 537 bilhões, com impactos na saúde da população, educação, produtividade, meio ambiente e até mesmo no valor dos imóveis. É o que conclui o estudo produzido pelo Instituto Trata Brasil intitulado divulgado na semana passada. Segundo Fernando Garcia, economista e pesquisador do Instituto, em entrevista à Rádio Brasil Atual nesta terça-feira (18), os dados do levantamento foram compilados a partir de estatísticas oficiais. ‘Hoje, temos, no Brasil, uma situação...

Leia mais

BNDES lança edital para contratar estudos técnicos em saneamento

Postado em 11/abr/2017

BRASIL – O Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) vai contratar estudos técnicos especializados na área de saneamento básico. A instituição publicou, nesta sexta-feira (7), cinco editais de licitação para a estruturação de projetos de participação privada na área de saneamento básico. A implementação dos projetos está prevista para os estados do Acre, Ceará, Paraíba, Rio Grande do Norte e Santa Catarina. Em fevereiro, o BNDES publicou editais para Pernambuco, Alagoas, Amapá, Maranhão, Pará e Sergipe, que já tiveram estudos licitados. As propostas vencedoras aguardam homologação. As licitações publicadas agora serão efetuadas pelo sistema de pregão eletrônico pelo menor preço, no portal de Compras Governamentais do governo federal. As propostas serão abertas em 24 de abril (pregões do Acre e do Ceará), 25 de abril (Rio Grande do Norte e Paraíba) e 26 de abril (Santa Catarina)....

Leia mais

Aos 10 anos da Lei do Saneamento Básico, Brasil ainda apresenta condições lamentáveis, mostra estudo da ABES

Postado em 23/jan/2017

No aniversário da Lei 11.445, estudo realizado pela ABES sobre situação do saneamento no país, com base na PNAD 2015, mostra avanços tímidos.  “O Brasil precisa urgentemente colocar o saneamento como prioridade. Saneamento deve ser prioridade de Estado e não de governo”, afirma o presidente da ABES, Roberval Tavares de Souza. A Lei 11.445, conhecida como a Lei do Saneamento Básico, completa 10 anos este mês com pouco a comemorar: estudo realizado pela Associação Brasileira de Engenharia Sanitária e Ambiental – ABES demonstra que houve melhora na situação do saneamento no país, porém, movida por avanços tímidos em algumas regiões. O instrumento estabelece as diretrizes nacionais e a política federal para o setor. Seu advento gerou grandes expectativas quanto à melhoria da prestação e gestão desses serviços e a tão desejada universalização. Dez anos depois, os indicadores monitorados anualmente...

Leia mais

Concessões e PPPs podem gerar R$ 41 bilhões, diz estudo da Firjan

Postado em 20/dez/2016

Estudo da Firjan aponta gestão através de iniciativa privada como saída para crise 18/12/2016 Rio – Ampliar a participação de empresas através de concessões e parcerias público-privadas pode gerar nas próximas duas décadas investimentos de R$ 41 bilhões no Estado do Rio e ser uma das soluções para a crise econômica. É o que indica estudo elaborado pela Federação das Indústrias do Rio de Janeiro (Firjan), divulgado na última sexta-feira. Para chegar ao cálculo do que seria injetado no estado e nos municípios, a Firjan listou 126 projetos que têm viabilidade de licitação. Uma das rodovias identificadas no estudo é a RJ-081 (Via Light), que corta cidades da Baixada Fluminense. A ampliação é esperada há anos pela população da região Divulgação Para Riley Rodrigues, gerente de Estudos de Infraestrutura da Firjan, o objetivo é aquecer a economia, gerando emprego...

Leia mais

Estudo mostra impacto econômico de investimento em infraestrutura para saneamento no Brasil e em três cidades brasileiras

Postado em 5/dez/2016

O novo estudo do Instituto Trata Brasil, desta vez em parceria com as consultorias Utopies e Rever, revela que o Brasil geraria 11,9 milhões de empregos com a aplicação dos 304 bilhões de reais até 2033, estimados pelo Plano Nacional de Saneamento Básico (PLANSAB – versão 2013). A publicação avalia os impactos econômicos de investimentos em infraestrutura para água potável e esgoto na economia nacional e local, considerando os municípios de Belém Florianópolis e Natal, utilizando os indicadores econômicos como PIB (Produto Interno Bruto), Valor agregado, Empregos e Receitas públicas. Para atingir os R$ 304 bilhões em 19 anos, ao contar já por 2014, seria necessário um investimento anual médio de R$ 15,9 bilhões para melhorar os atuais níveis de atendimento de água potável e esgoto para a população brasileira. A realização efetiva dos investimentos necessários geraria: Considerando o...

Leia mais

Em seminário na Poli, CNI propõe mudanças na lei para incentivar reúso de água no Brasil

Postado em 18/nov/2016

Objetivo da entidade é promover um marco legal que ofereça segurança a quem quer investir na produção de água de reúso e para os consumidores. A Confederação Nacional da Indústria (CNI) acompanha de perto das questões relacionadas a saneamento básico no Brasil por meio da sua Rede de Recursos Hídricos. Com base nesse trabalho, a entidade vem discutindo as questões relacionadas a adoção do reúso de água no Brasil e já tem propostas de alteração da Lei Federal de Saneamento Básico (11.455/2007) para que se incentive o investimento na construção de plantas que tratem os esgotos para produção de água e para garantir que os compradores de água de reúso recebam o recurso na qualidade, periodicidade e preço compatíveis com a demanda. As sugestões de mudanças foram apresentadas pelo engenheiro Percy Soares, coordenador da Rede de Recursos Hídricos da...

Leia mais