Rumo à universalização do esgotamento sanitário de Niterói

Postado em 25/set/2017

Município está em primeiro lugar em saneamento básico no Estado do Rio A Águas de Niterói, em parceria com a Prefeitura de Niterói, dará início, em outubro, à construção da Estação de Tratamento de Esgoto (ETE) Sapê. Com previsão de conclusão para o fim de 2018, a unidade será a nona da cidade, terá capacidade para tratar 63 litros por segundo e atenderá até 30 mil pessoas nos bairros Sapê, Ititioca, Santa Bárbara e Caramujo. Com um investimento total de aproximadamente R$ 34 milhões, a obra também contemplará a implantação de cerca de 40 mil metros de rede coletora de esgoto e a construção de mais de cinco mil linhas de recalque (tubulações) e 35 elevatórias (equipamento que bombeia o efluente até a ETE). De acordo com o superintendente da Águas de Niterói, Nelson Gomes, esse investimento faz parte...

Leia mais

Mais da metade da população mundial não tem acesso a saneamento básico, diz ONU

Postado em 22/set/2017

Cerca de 4,5 bilhões de pessoas no mundo – bem mais da metade da população global atual de 7,6 bilhões de habitantes – não têm acesso a saneamento básico seguro, segundo relatório recente divulgado pela Organização Mundial da Saúde (OMS) e pelo Fundo das Nações Unidas para a Infância (Unicef). Já a quantidade de moradores do planeta com algum saneamento básico é de 2,3 bilhões. A informação é da ONU News. O documento das Nações Unidas indica ainda que o número de pessoas sem acesso à água potável em casa é de 2,1 bilhões em todo o mundo. Esta é a primeira vez que a OMS e o Unicef fazem um levantamento global sobre água, saneamento básico e higiene. O diretor-geral da OMS, Tedros Ghebreyesus afirmou que água potável encanada, saneamento e higiene não deveriam ser privilégios apenas daqueles...

Leia mais

BNDES fará papel de estruturador de projetos de infraestrutura

Postado em 22/set/2017

Um dos focos de trabalho do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) será na estruturação dos projetos de infraestrutura, trazendo modelagens robustas ao setor, afirma Luciene Machado, superintendente da Área de Saneamento e Transporte. De acordo com a superintendente, os estudos de viabilidade de projetos traçados no passado traziam uma dose de “otimismo”. “Foram realizados em uma época em que o Brasil vivia em outro contexto e, portanto, não eram resilientes o suficiente para aguentar trancos. Então, como banco de desenvolvimento, nos vemos cada vez mais trabalhando com estruturação de projetos”, disse durante o 15º Fórum Latino-Americano Brasileiro de Liderança Estratégica em Infraestrutura, na capital paulista. Como exemplo, Luciene citou a parceria do banco com o setor de saneamento, com diversos Estados buscando quais seriam os melhores modelos de concessão, PPPs e desestatização. Luciene avaliou positivamente a Lei 13.448, a antiga MP das Concessões,...

Leia mais

CNI propõe simplificação do acesso a recursos do FGTS para saneamento

Postado em 22/set/2017

A Confederação Nacional da Indústria (CNI) quer a redução do prazo de liberação de recursos do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) para investimento em projetos de saneamento. Estudo divulgado hoje (19) lista uma série de medidas para reduzir o tempo da liberação. De acordo com o documento, o tempo médio para as empresas públicas acessarem os recurso é de 27 meses atualmente. Segundo a CNI, a “mera unificação de procedimentos” possibilitaria a redução do tempo médio de repasse para 18 meses, como ocorre com as companhias privadas. Segundo a confederação, o prazo superior a dois anos entre a apresentação do projeto e o início das obras pode, por exemplo, tornar o projeto obsoleto. “O prazo de 27 meses é um grande empecilho para o andamento adequado dos projetos e contribui para que ocorram paralisações de obras...

Leia mais

Programa de igualdade racial da AEGEA será lançado em Campo Grande

Postado em 21/set/2017

Contribuir para reduzir a desigualdade e fazer com que a diversidade étnico-racial do Brasil esteja representada em seu quadro de profissionais é o propósito da Aegea, holding da Águas Guariroba. Com esse objetivo, a empresa lança na próxima terça-feira (26), às 20h, em Campo Grande, o programa “Respeito dá o tom”. O evento deve reunir autoridades municipais e estaduais, empresários, artistas, lideranças de movimentos de luta pelos direitos da população negra. Haverá exposição de artes plásticas, música e ações de conscientização sobre o tema. Na ocasião, a Aegea receberá o selo “Sim à Igualdade Racial”, do ID_BR – Instituto Identidades do Brasil – uma organização sem fins lucrativos que atua na promoção de direitos humanos e na luta pela igualdade racial da população negra, através da inserção no mercado de trabalho. A certificação significa que a empresa se compromete...

Leia mais

ABCON/SINDCON participam do Congresso ABES-Fenasan

Postado em 6/set/2017

A ABCON e o SINDCON terão um estande na feira que acontece paralelamente ao Congresso ABES-Fenasan, de 3 a 5 de outubro, no São Paulo Expo, zona sul da capital paulista. Durante o evento, no estande, haverá uma série de apresentações rápidas sobre iniciativas e projetos realizados pelos associados da entidade, em áreas como sustentabilidade, tecnologia e recursos humanos. A programação terá ainda rodas de conversa sobre o Panorama da Participação Privada no Saneamento e o MBA sobre Gestão Estratégica do Saneamento, parceria do SINDCON com a Trevisan Escola de Negócios. O livro “Saneamento Básico: Temas Fundamentais, Propostas e Desafios”, da OAB, também será tema de um encontro no estande das entidades. A programação completa será divulgada em breve no site www.abconsindcon.com.br. O Congresso ABES- Fenasan 2017 traz o tema “Saneamento Ambiental: Desenvolvimento e Qualidade de Vida na Retomada...

Leia mais