ÁREA DO ASSOCIADO

  • Login
  • Araçatuba é premiada pelo segundo ano consecutivo por manter eficiência no saneamento básico

    01/04/2019

    Pelo segundo ano consecutivo, Araçatuba está no ranking das cidades com os melhores indicadores do saneamento brasileiro no ranking criado pela ABES- Associação Brasileira de Engenharia Sanitária e Ambiental.

    A cidade está entre os municípios de grande porte, do seleto grupo do país, classificado “Rumo à universalização” em todo o Brasil. Apenas 1,95% dos municípios brasileiros; ou seja, 39 cidades brasileiras, se enquadram nesta categoria.
    Por este motivo, nesta quinta-feira (28/03), Araçatuba será representada pelo diretor técnico, Rondinaldo de Lima, e pelo Comissário Geral da Agência Reguladora DAEA, Márcio Saito, na cerimônia de premiação da ABES, que será realizada no auditório do Conselho Regional de Química, em São Paulo, às 9h00, durante o II Simpósio Ranking ABES da Universalização do Saneamento.

    Ranking

    O ranking foi lançado em outubro de 2017 e avalia os municípios brasileiros com mais de 100 mil habitantes, levando-se em conta indicadores de abastecimento de água, coleta e tratamento de esgoto e também a coleta e destinação de resíduos sólidos. Esses dados também são correlacionados com os resultados das informações sobre Doenças Relacionadas ao Saneamento Ambiental Inadequado (DRSAI) de cada município.
    Compõem o estudo quase 2 mil municípios, cujos dados foram fornecidos ao SNIS2 – Sistema Nacional de Informações de Saneamento, o que representa 34% dos municípios do Brasil e 67% da população do país. Os dados de saúde foram obtidos do DATASUS 3 do Ministério da Saúde.

    Na edição de 2018, de acordo com seus indicadores, os municípios foram reunidos em quatro grupos:

    – Rumo à universalização (pontuação acima de 489)
    – Compromisso com a universalização (de 450 a 489)
    – Empenho para a universalização (de 200 a 449,99)
    – Primeiros passos para a universalização (abaixo de 200)

    Investimentos da SAMAR garantem eficiência nos serviços de abastecimento de água, coleta e tratamento de esgoto

    Os investimentos prestados pela SAMAR nos serviços de abastecimento de água, coleta e tratamento de esgoto da SAMAR já somam R$ 81 milhões, desde novembro de 2012.

    Até o final de 2019, serão mais R$40 milhões em investimentos. Uma das grandes obras já concluídas no município é a reversão da bacia de esgoto da Estação de Tratamento de Esgoto Maria Isabel, localizada no extremo norte da cidade. Com a reversão, cerca de 15% do esgoto da cidade foram encaminhados para a ETE Baguaçu, que foi totalmente modernizada para tratar todo o esgoto do município com eficiência plena.

    Para este ano, a SAMAR já realiza a terceira etapa da obra de setorização da distribuição de água do município, iniciada em abril do ano passado. Os investimentos são de R$ 20 milhões para a construção de 40 quilômetros de novas redes de água e instalação de registros de manobra. A obra, realizada em três etapas, será concluída até o início de 2020, e deixará a cidade distribuída em 42 micro setores de abastecimento, o que vai permitir uma gestão mais eficiente da distribuição da água tratada e também a redução de perdas.

    Já foi iniciada a implantação de equipamento para secagem térmica do lodo gerado na ETE Baguaçu- Estação de Tratamento de Esgoto. Trata-se de uma tecnologia inédita no Brasil, que reduzirá substancialmente a quantidade de resíduos gerados no processo de tratamento do esgoto de todo o município.

    E ainda em 2019, será iniciada a construção da nova Estação de Tratamento de Água, que será chamada de ETA Baguaçu 4. A nova unidade atenderá cerca de 60% do abastecimento cidade, com capacidade de produção de 2 mil metros cúbicos por hora.

    Compartilhe:
    Translate »