Brasil tem baixa efetividade de investimentos no saneamento, diz FGV

Estudo do Centro de Estudos em Regulação e Infraestrutura da Fundação Getulio Vargas (Ceri-FGV) constata que o país apresenta baixa efetividade na condução dos investimentos em saneamento básico. No documento “Efetividade dos Investimentos em Saneamento no Brasil”, foram analisados 851 contratos de financiamentos da Caixa com empresas públicas e privadas de saneamento exclusivamente para obras de expansão do setor assinados entre 2007 e 2015, que totalizam R$ 28,6 bilhões. Um dos principais resultados do levantamento mostra que 561 obras não foram concluídas, sendo que 398 (47%) estão em situação inadequada, conforme critério de avaliação da Caixa. Outras 163 obras têm status normal. As obras com problemas totalizam R$ 17,5 bilhões, mais de 60% do montante dos contratos.

Deixe um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Please copy the string 1pHCrN to the field below: