ÁREA DO ASSOCIADO

  • Conectar-se
  • Palavra-chave: Cooperação

    30/05/2014

    O presidente do Conselho Diretor da ABCON, Paulo Roberto de Oliveira, e o presidente do Conselho Diretor do SINDCON, Paulo Raposo, foram os anfitriões do lançamento do Panorama da Iniciativa Privada no Saneamento.

     

    A busca de um ambiente de cooperação, em que o público e o privado possam atuar de forma complementar para atender às demandas do saneamento, foi a ideia mais difundida nos pronunciamentos realizados durante a apresentação da publicação.

     

    O secretário Osvaldo Garcia manifestou otimismo. “A iniciativa merece ser enaltecida. Nós precisamos de todos os atores para atingir a universalização do saneamento, e esta publicação traz mais luz ao segmento privado”, avaliou ele.

     

    Maria Caldas, do PAC, assegurou que o governo não vê a menor possibilidade de não contar com a participação privada no saneamento. “Os recursos existem. Precisamos rever a estrutura institucional e ter soluções específicas para problemas específicos. Só o modelo atual não resolve”, afirmou ela.

     

    Para Medaglia, da CEF, publicações como o Panorama da ABCON são necessárias para fazer uma reflexão sobre o setor. “A cooperação é a melhor forma de enfrentar os entraves do saneamento”, disse ele.

     

    Arian Bechara, do BNDES, lembrou o pioneirismo da instituição financeira em parcerias com a iniciativa privada no saneamento.

     

    Convidado a falar na cerimônia de lançamento da publicação, o ex-ministro Aguinaldo disse acreditar que o saneamento conta hoje com as pessoas certas para mudar o cenário do setor no país. “O saneamento é uma área apaixonante, mas onde nada acontece de repente”, finalizou.

    Compartilhe: