ÁREA DO ASSOCIADO

  • Conectar-se
  • Panorama 2015 é lançado em Brasília com a presença do Ministro das Cidades

    29/05/2015

    O investimento confirmado sob contratos do setor privado em saneamento básico praticamente dobrou no período 2014 – 2018 em relação ao período anterior, 2013 – 2017, passando de R$ 6,5 bilhões para R$ 12,3 bilhões, conforme o Panorama da Participação Privada no Saneamento Brasil 2015, lançado em 27 de maio, em Brasília.

    O evento de lançamento da segunda edição do anuário, que traz um cenário atualizado da presença do segmento privado no setor de saneamento no país, produzido pela ABCON (Associação Brasileira das Concessionárias Privadas de Serviços Públicos de Água e Esgoto) e SINDCON (Sindicato Nacional das Concessionárias Privadas de Serviços Públicos de Água e Esgoto), contou com a presença do ministro das Cidades, Gilberto Kassab.

    Os números do Panorama 2015 também revelam duas realidades distintas: por um lado, os investimentos da iniciativa privada no saneamento ganham volume a cada ano. Por outro lado, o número de municípios em que a iniciativa privada atua no saneamento, direta ou indiretamente, é ainda pequeno e pouco evoluiu no ano passado, atingindo 304 cidades, apenas 7 a mais do que o registrado em 2013 (evolução de 2,35%).

    “Há tempos defendemos que a parceria entre o público e o privado dentro de um ambiente de cooperação seria a melhor maneira para que o Brasil avançasse no saneamento e deixasse de ter índices preocupantes para a saúde pública e o bem-estar da população”, comenta o presidente executivo da ABCON, Roberto Muniz. “Os números do Panorama revelam que esse avanço ainda está longe do ideal”, completa.

    Confira a edição completa do Panorama da Participação Privada no Saneamento 2015.

    Compartilhe: