ÁREA DO ASSOCIADO

  • Login
  • Site da BRK Ambiental conta com nova ferramenta de acessibilidade digital para usuários surdos

    23/09/2019

    Intérprete virtual faz a tradução de todo o conteúdo digital da companhia para a Língua Brasileira de Sinais (Libras)

    O site da BRK Ambiental, maior empresa privada de saneamento básico do país, conta com um novo recurso destinado aos usuários surdos: uma ferramenta de fácil acesso que faz a tradução dos textos e vídeos para a Língua Brasileira de Sinais (Libras). A interpretação automática do conteúdo é feita por um carismático personagem em 3D, chamado Hugo.

    No Brasil, há dois milhões de surdos, porém apenas 2% dos sites brasileiros são acessíveis para este público. Com esta iniciativa, a concessionária pretende levar inclusão para a população e disponibilizar as informações de maneira igualitária, possibilitando que todos os seus clientes usufruam dos serviços básicos com praticidade e eficiência. A BRK Ambiental está presente na vida de 15 milhões de pessoas, disponibilizando serviços de água e esgoto em 185 municípios e, na cidade de Limeira, é responsável por atender cerca de 300 mil pessoas.

    A ferramenta, chamada Hand Talk, realiza a tradução digital e automática para Libras e torna a comunicação da empresa mais acessível e de fácil compreensão. Cerca de 80% dos surdos do mundo não compreendem bem as línguas de seus países, pois a maioria deles é alfabetizada em língua de sinais.

    “Investir em recursos capazes de aproximar ainda mais os diversos públicos faz parte da nossa responsabilidade social e do compromisso que temos com nossos clientes. Queremos garantir que os nossos serviços cheguem para todos, assim como também esperamos que nossos clientes surdos tenham autonomia suficiente para navegar nos canais da companhia com facilidade, compreendendo totalmente qualquer informação”, afirma Fernando Mangabeira, diretor da BRK Ambiental em Limeira.

    Em Limeira, a funcionária da BRK Dulcineia Aparecida Crincev da Cunha, que é deficiente auditiva, testou a ferramenta e aprovou. “Eu gostei e achei fácil. Agora é melhorar para acompanhar as coisas que estão acontecendo na empresa”, disse Dulce.

    “A acessibilidade é muito importante para o atendimento do deficiente auditivo, em espaços público e privados, para ele conseguir sua autonomia. É importante para ele conseguir compreender e resolver suas demandas diárias, e iniciativas como essa mostram o interesse que o espaço seja acessível a todos. É um passo grande! Alguns deficientes auditivos têm dificuldade no português formal que são utilizados por esses sites, pois sua língua materna é Libras, então essa ferramenta que traduz para sinais, facilita muito a compreensão das informações, garantindo acesso e autonomia. Esse mês fazemos a Campanha Setembro Azul, que marca as lutas e conquistas dos surdos pelos direitos linguísticos e culturais, ao longo da história. E é gratificante ver empresas procurando a acessibilidade dos surdos na sociedade”, explica Marina Elisabete de Alencar, que assistente social do Centro Educacional João Fischer Sobrinho Área Auditiva.

    Para solicitar o auxílio do Hugo e visualizar os sinais em Libras no site, basta o usuário clicar em um botão azul no canto da página e selecionar o conteúdo que pretende obter a tradução. No site da BRK Ambiental, os usuários podem acessar diversos serviços prestados pelas empresa, tirar dúvidas,, acessar dados relacionados ao setor, acompanhar notícias, além de receber informações sobre saúde, qualidade de vida e ter contato com materiais educativos sobre saneamento: www.brkambiental.com.br

    A BRK Ambiental Limeira

    Limeira foi a primeira cidade do país a fazer uma concessão do serviço de Saneamento Básico à iniciativa privada, em 1995, quando apenas 2% do esgoto coletado na cidade era tratado.

    De lá para cá, a empresa já investiu cerca de R$ 300 milhões, que possibilitaram elevar a capacidade de tratamento de esgoto para 100%. Isso desde 2010, ou seja, Limeira tem o serviço de esgoto universalizado há quase uma década.

    Além disso, o município é referência quando se trata do controle de perdas de água com um índice de 18%, sendo que a média nacional é de 38%. Os números colocam a cidade no rol dos poucos municípios brasileiros que conseguiram superar a falta de investimentos para o setor.

    Compartilhe:
    Translate »