2º Prêmio Sustentabilidade escolhe os melhores projetos das concessionárias privadas de saneamento

O SINDCON (Sindicato Nacional das Concessionárias Privadas de Serviços Públicos de Água e Esgoto) realizou na noite de 10 de agosto a entrega do 2º Prêmio Sustentabilidade, dedicado às concessionárias privadas de saneamento, em cerimônia ocorrida no Museu da Casa Brasileira, em São Paulo. Foram 61 projetos inscritos em três categorias – institucional, gestão e técnica - envolvendo 160 colaboradores de 32 empresas participantes. Esta edição contou também com a parceria inédita da Fundação Amazonas Sustentável, do Instituto Ethos, Pacto Global e IBDEE –Instituto Brasileiro de Direito e Ética Empresarial.

Na categoria Institucional, o projeto vencedor foi o programa Olhar Ambiental, do grupo Águas do Brasil, que reúne várias ferramentas para a sistematização e gerenciamento das ações de educação ambiental desenvolvidas pela companhia, detentora de concessões em diversos estados do país. Em segundo lugar ficou a iniciativa Água Solidária, da concessionária Águas Guariroba, de Campo Grande (MS), que também levou o prêmio de terceiro lugar, por seu projeto Integração Empresa Universidade para Inovação no Saneamento. Na categoria Gestão, o primeiro colocado foi o programa Reúso de Efluente Sanitário Tratado na Manutenção de Rede Coletora de Esgoto, da concessionária Serra Ambiental, de Serra (ES), que tornou viável a prática do reúso na manutenção da rede coletora de esgoto, atividades de irrigação de grama, processo de tratamento de esgoto e lavagem de pisos, com grande economia de recursos naturais e financeiros. Na segunda colocação ficou o projeto OS Eletrônica, da empresa Águas de Matão (SP), seguida pela iniciativa Adesão e Recuperação de Receita de Esgoto, da concessionária Águas de Andradina (SP), que alcançou o terceiro lugar.

Na categoria Técnica, o primeiro lugar coube ao programa de Reúso Tratado na ETE Mogi Mirim, da concessionária Sesamm, que opera na cidade do interior paulista. A iniciativa vencedora consiste no reúso do efluente tratado para fins de irrigação e para utilização no processo operacional. Nesta categoria, foram premiados ainda os projetos Eficiência Energética e Operacional em Sistema de Tratamento de Água (2º lugar), da concessionária Comasa, de Santa Rita do Passa Quatro (SP), e Saneamento Sustentável – A utilização de biossistemas e educação ambiental em comunidades de baixa renda (3º lugar), da concessionária Águas do Imperador, de Petrópolis (RJ).

Cada uma das categorias conferiu aos vencedores prêmios no valor líquido de R$ 15 mil, R$ 6 mil e R$ 3 mil, respectivamente, para os primeiros, segundos e terceiros lugares. Um total de 61 trabalhos foram inscritos no Prêmio Sustentabilidade deste ano, nas três diferentes categorias. Realizado com o apoio da ABCON (Associação Brasileira das Concessionárias Privadas de Serviços Públicos de Água e Esgoto), o Prêmio Sustentabilidade 2017 teve como objetivo reconhecer os melhores projetos e iniciativas promovidas pelas concessionárias privadas de saneamento, que privilegiam ou buscam promover práticas de sustentabilidade.