ÁREA DO ASSOCIADO

  • Login
  • Edição 10

    /

    Mais Gestão

    As dicas certeiras da Cris

    em 01 de Dezembro de 2017

    É possível aprender (e muito!) ao conhecer as histórias de cinco dos maiores especialistas em gestão do mundo, contadas pela jornalista Cristiane Correa. Chamada de “a biografa dos poderosos”, Cris é a autora de “Sonho Grande”, livro sobre o trio Jorge Paulo Lemann, Marcel Telles e Beto Sicupira; “Abilio”, com a trajetória do fundador do Pão de Açúcar; e o recém-lançado “Vicente Falconi”, a respeito do “guru” e mais influente especialista em gestão do país.

    Para nós, a própria Cristiane selecionou as dicas que ela vê como as mais importantes, a partir da forma como esses gestores de ponta encaram desafios. Confira.

    Com o trio Jorge Paulo, Marcel e Beto, a lição passa pelo foco em formação de pessoas. Ter gente boa é um discurso comum nas empresas, mas na maioria delas muito se fala e pouco se faz sobre isso. Já esse trio é uma ‘fábrica de gente boa’. Eles têm a capacidade de recrutar profissionais com o ‘DNA’ de suas empresas, ou seja, pessoas certas nos lugares certos. Mesmo com uma expansão mundial dos seus negócios, eles sempre têm gente ‘preparada para entrar no campo a qualquer momento’. Eles formam tanta gente competente, que a necessidade de crescimento de suas empresas é constante, pois só assim conseguem dar oportunidades aos talentos, mantendo os melhores. Se o profissional está entregando resultados, não importa o quanto seja ou não jovem, terá oportunidade. Além disso, eles têm obsessão com cortes de custos. O que eles chamam de Orçamento Base Zero é passar o ‘pente fino’ em todos os gastos, todos mesmo, para que sejam menores no ano seguinte. Eles sempre tiveram esse olhar crítico com custos, desde o comecinho, e isso permanece até hoje na gestão das suas empresas globais.

    O Falconi é um sinônimo das metas e dos processos. Nos anos 80, ele já falava em eficiência. Imagine. Naquele tempo, era quase como ‘pregar no deserto’ e, então, ele deu um jeito de se fazer entender: criou uma planilha completíssima para mostrar a importância dos processos. E sobre o quê era essa planilha? Era sobre o processo de fazer… ‘cafezinho em casa’! Ele definiu o processo estabelecendo as quantidades de pó, de água, temperaturas ideais, enfim, formalizou o processo para que a bebida deixasse de ter gosto diferente a cada dia. A lição: ‘se você tiver processos, não perderá tempo com as atividades de rotina’. Junto com isso, ele é grande entusiasta da criação de metas, que vão se desdobrando nos níveis hierárquicos da empresa até chegarem a cada profissional. Você se lembra da época em que quase tivemos um apagão energético? Foi o Falconi quem criou, para o Governo Federal, o modelo de metas para redução de consumo, calculando quanto cada lar e cada empresa do Brasil teriam de cortar para evitar o colapso. Isso mudou a cultura do país inteiro! Aprendemos, graças às metas do Falconi, a não mais deixar luzes acesas no vazio, a buscar lâmpadas mais econômicas e a não deixar aparelhos ligados à toa nas tomadas, por exemplo.

    Determinado e ambicioso, Abilio Diniz também ensina o que significa ‘resiliência’. Quer dizer, ele tem uma fenomenal capacidade de se recuperar, se adaptar à má sorte ou às mudanças. Ele passou por cima de muitas dificuldades. No Pão de Açúcar, administrou conflitos complicadíssimos da própria família, inclusive tendo de afastar irmãos do negócio para recuperar a rentabilidade. Depois, houve divergências com os novos sócios franceses, que culminaram na saída da empresa que ele mesmo criou, junto com o próprio pai. Dá para imaginar o quanto isso deve ter sido difícil, e foi mesmo. Nesse momento, com 76 anos, o normal seria uma ‘aposentadoria’, uma saída de cena do mundo dos negócios. Mas com o Abilio, nada disso aconteceu. Ele foi lá comprar o Carrefour! Além disso, não só o Abilio, mas todos os que eu retratei nos livros, todos são muito disciplinados. Parece meio ‘chato’ falar desse negócio de disciplina, mas não tem jeito. Eu entendo que a única maneira de fazer algo grande na vida é fazer, todo dia, sempre um pouquinho. Nenhum desses grandes gestores é ‘perfeito’, mas o saldo deles na vida será sempre muito mais positivo do que negativo.

     

    CRISTIANE CORREA
    Jornalista e autora dos best sellers sobre gestores mundialmente famosos

    Acesse o site>

    Compartilhe:
    Translate »