ÁREA DO ASSOCIADO

  • Login
  • Edição 05

    ANO III - ABR A JUL/2016

    /

    Concessionárias

    Bons exemplos de Norte a Sul

    em 06 de Abril de 2016

    Durante o 6º ENA, no painel “Cidades Saneadas: experiências e confiança no caminho futuro”, foram apresentados três exemplos de municípios que contam com concessões privadas e vêm alcançando excelentes resultados no saneamento.

    Leia Também > Demandas urgentes para o saneamento

    A prefeita Dárcy da Silva Vera, de Ribeirão Preto (SP) falou sobre a parceria que a cidade mantém com a operação privada há mais de 20 anos na coleta e no tratamento de esgoto.

    Plenária contou boas experiências da iniciativa privada em três cidades diferentes

    Ribeirão Preto está entre os 10 municípios brasileiros que melhor tratam saneamento, de acordo com o ranking do Instituto Trata Brasil. A coleta já é universalizada, e em 30 meses todo o esgoto coletado na cidade será tratado.

    “A concessão privada nos permitiu realizar os investimentos necessários para termos, em breve, a universalização também nos serviços de coleta e tratamento de esgoto”, confirmou a prefeita.

    Buritis, em Rondônia, é uma concessão privada recente, cujo início das operações aconteceu em 2015, mas que já está caminhando rapidamente para prover 100% da população urbana com água tratada. Será assim o primeiro município em Rondônia a ter conquistado essa posição.

    A diretora-presidente da Agência Reguladora dos Serviços Técnicos Delegados de Buritis, Ocilene do Nascimento, representou o prefeito de Buritis no ENA e deu um panorama da “revolução” que o saneamento prestado pela concessionária privada está provocando na cidade. “Há um ano, não tínhamos uma gota de água e hoje temos aproximadamente 1.800 pontos de ligação com água tratada”, contou ela.

    Para apresentar os avanços na cidade de Niterói, foi convidado Nelson Gomes, diretor presidente da concessionária Águas de Niterói, que atua na cidade desde 1999. “Quando assumimos, apenas 45% da cidade contava com água tratada. Hoje, esse serviço está universalizado, e o próximo passo é universalizar o tratamento de esgoto, o que deve acontecer já no próximo ano”, finalizou Nelson.

    Compartilhe:
    Translate »