ÁREA DO ASSOCIADO

  • Login
  • Edição 15

    ANO VI - OUT/2019

    /

    ABCON

    Na crista da onda

    em 30 de Setembro de 2019

    Nova realidade do saneamento exige esforço extra da diretoria executiva

    “Estamos na crista da onda.”

    É assim que o gaúcho Percy Soares Neto, novo diretor executivo da ABCON, costuma definir o momento do saneamento no cenário político e econômico do país, em uma referência ao espaço que o setor encontra hoje nas discussões sobre investimentos em infraestrutura na mídia e também no Legislativo, que analisa um novo marco legal para dar mais estabilidade institucional e competição à atividade.

    Percy sabe bem o que esse interesse da sociedade por nossas concessões significa. Atuando desde o ano passado como diretor de relações institucionais da ABCON, ele coordena o esforço da associação em dialogar com setores do governo, parlamentares e representantes de outras entidades que atuam no setor, a fim de sensibilizar os formadores de opinião sobre a necessidade de termos um marco legal que permita mais competição, com melhor regulação e, principalmente, no final das contas, que viabilize a prestação de serviço para mais e mais pessoas, com eficiência e qualidade.

    “Estamos vivendo um momento de profunda transformação no mercado de saneamento, com muitas oportunidades para empresas, profissionais e investidores. As perspectivas são muito boas para quem trabalha no setor, após mais de uma década de investimentos represados”, avalia Percy, após pouco mais de um ano na ABCON.

    Em julho, ele foi eleito junto com a nova diretoria como diretor executivo da associação, ampliando suas responsabilidades. “Precisamos criar mercado e fazer com que o associado tenha na ABCON um indutor desse avanço, com transparência e eficiência na prestação de serviço. Temos que estar comprometidos com as boas práticas de gestão e de compliance. Esse é o desafio dos próximos anos”, afirma ele.

    Pode-se dizer que a história de Percy com o setor vem de berço. Seu pai, nome respeitado no saneamento, foi diretor de operações privadas em municípios do Rio Grande do Sul muito antes da atual regulamentação. Com o pai, Percy despertou para a questão hídrica.

    Ele se tornou especialista em Economia do Meio Ambiente na Espanha, voltou para o mestrado na UFRGS, e fez estágio doutoral no CIRED/CNRS (França). Até julho de 2018 foi coordenador da rede de recursos hídricos da Indústria na CNI – Confederação Nacional da Indústria. Trabalhou ainda no Ministério do Meio Ambiente e no Comitê de Gerenciamento do Lago Guaíba. No ano passado, em meio à agitação das votações de medidas provisórias sobre o saneamento em Brasília, ele ainda teve tempo para lançar o livro “Construindo a Segurança Hídrica”.

    Quando não está militando em prol do segmento privado no saneamento, Percy curte ficar com o Bento e a Nina, seus maiores xodós. É para o bem-estar das futuras gerações, como a de seus filhos, que ele trabalha incansavelmente.

    Compartilhe:
    Translate »