I. PRESENTES – Via Videoconferência Zoom  

Teresa Cristina Vernaglia Querino – BRK Ambiental Participações S/A
Pedro Henrique Teixeira Fiorelli – BRK Ambiental Participações S/A
Claudio Bechara Adbuche – SAAB -Saneamento Ambiental Águas do Brasil Ltda
Talita Caliman-Iguá Saneamento S/A
João RobertoRocha Moraes – Iguá Saneamento S/A
Rogério de Paula Tavares – Aegea Saneamento e Participações S/A
Arlindo Salles Pinto – Aegea Saneamento e Participações S/A
Roberto de Oliveira Muniz – GS Inima Brasil Ltda
Paulo Roberto de Oliveira – GS Inima Brasil Ltda
Vaney Iori – Aviva Ambiental S/A
Paulo Eduardo Raposo – Perenge
FernandoEvanyr -Terracom Concessões e Participações Ltda
Ney Lopes Moreira Castro – Servy-Empresa de Participações em Projetos de Saneamento Ltda 

ABCON/SINDCON
Percy Soares Neto
Ilana Ferreira
Kelly Felix 

Sra. Teresa Vernaglia, Presidente do Conselho de Administração da ABCON SINDCON, iniciou a reunião agradecendo a presença de todos e na sequência, Percy Soares Neto, Diretor Executivo da ABCON SINDCON, apresentou os pontos de pauta para as deliberações. 

 

1. Orçamento 2022; 

2. Novas estruturas de cotas associativas; 

3. Outros assuntos de interesse. 

 

II –ASSUNTOS TRATADOS E DELIBERADOS 

 

1. Orçamento 2022

Inicialmente, o Diretor Executivo da ABCON SINDCON, Percy Soares Neto, fez uma breve apresentação da proposta orçamentária para 2022.

Em seguida, foi proposta a realização de prestação de contas trimestral do orçamento para análise pelo Conselho ao longo de 2022 do que estava prevista, o que foi realizado e eventuais problemas. 

Também foi alinhado que, na realização dos cenários 2, 3 ou 4, a alocação dos recursos será deliberada pelo Conselho de acordo com as necessidades que se apresentarem.  

Por fim, o cenário 1 do orçamento foi aprovado por unanimidade pelos Conselheiros presentes. 

2. Novas estruturas de cotas associativas:

Após a apresentação da proposta pelo Diretor Executivo e sugestões dos Conselheiros, foi encaminhada a elaboração de estudo para a criação de dois novos tiers entre os tiers 2 e 3 e 3 e 4, com vistas a torná-los mais proporcionais e sem que haja desbalanceamento das receitas da entidade. 

O Sr. Paulo Roberto também questionou como seria o reenquadramento das associadas em 2023e qual seria o racional para o estabelecimento dos valores de cada tier.O Diretor Executivo informou que as faixas foram criadas com a função de manter a receita da associação, observação que será adicionada ao material enviado aos Conselheiros, conforme alinhado na reunião. 

Por fim, deliberou-se pelo envio do estudo aos Conselheiros e posterior votação por e-mail.

3. Outros assuntos: 

a) ADI 0057848-08.2021.8.19.0000 -TJRJ – consumo mínimo 

Conforme item II, 1 (ADI 0057848-08.2021.8.19.0000 -TJRJ –consumo mínimo), da ata de 11/10/21, tendo em vista que a empresa Aegea ficou de verificar a possibilidade de enviar a proposta do escritório Bruno Calfat Advogados com os valores abertos até quarta (13/10), para votação por e-mail até sexta (15/10), foi realizada a votação por e-mail, com o seguinte resultado: por 6 votos a 3, conforme votos anexos a esta ata, e foi deliberada a contratação do escritório Bruno Calfat Advogados para atuação via ABCON SINDCON e pagamento integral dos honorários pela associada Aegea, com votos divergentes de BRK, Iguá e Servy. 

b) SANEPAR e Comitê de Relações Institucionais e Governamentais

O Diretor Executivo da ABCON SINDOCN, Percy Soares, sugeriu tratar dos dois temas. Os Conselheiros decidiram que não seria oportuno tratar os temas no momento, sugerindo que fossem pautados em uma nova reunião. 

A respeito da audiência pública sobre os aditivos contratuais da SANEPAR, encaminhou-se o envio da apresentação elaborada pela ABCON SINDCON aos Conselheiros para posterior posicionamento da entidade. 

 

Após as deliberações acima explicitadas, a reunião foi declarada encerrada.