O estudo “Os impactos da Reforma Tributária no Setor de Saneamento Básico”, realizado pela GO Associados a pedido da ABCON SINDCON, analisa o aumento da carga tributária sobre o setor, caso a nova lei não mantenha o tratamento diferenciado do setor de saneamento. O trabalho estima uma elevação de 18% na tarifa paga pelo consumidor final nesse cenário. O cálculo foi realizado com bae em dados do Sistema Nacional de Informações sobre Saneamento (Snis) e de 127 empresas privadas, entre outras fontes.

O estudo traçou dois cenários, sendo um o momento e o outro com a aplicação da Reforma Tributária aprovada pela Câmara dos Deputados e em tramitação no Senado. No momento, a alíquota do setor está em 9,7%, e aumentaria para 27%, conforme os termos da proposta.

Captcha obrigatório